Home / Dicas e Tutoriais / Crie Seu Servidor de Arquivos com o Samba no Ubuntu 18.04 LTS

Crie Seu Servidor de Arquivos com o Samba no Ubuntu 18.04 LTS

Olá pessoal, tudo bem?

A última vez que postei esse artigo foi para o Ubuntu 14.04 LTS. Depois disso a Canonical lançou já 2 versões LTS seguintes, a 16.04 e a 18.04. Pois bem, antes que chegue a próxima, vamos atualizar esse artigo passando o passo a passo para montar seu servidor de arquivos com Samba e utilizando a versão mais nova dele, bem como a do Ubuntu LTS.

Sobre um Servidor de Arquivos

Toda empresa precisa de um servidor de arquivos. É um servidor que concentra arquivos para diferentes departamentos e com diferentes usuários cadastrados e níveis de permissão. É possível fazer isso de forma bem fácil e gratuita com um leve servidor Linux rodando o Samba tranquilamente, o que ótimo para qualquer empresa, especialmente quando se deseja poupar o dinheiro que seria gasto com licenciamento de um servidor da Microsoft. Se você é da área de TI, poderá utilizar esse tutorial para implementar um servidor de arquivos na empresa em que trabalha e ganhar alguns pontos.

Sobre a infra deste Laboratório

Antes de divulgar quaisquer procedimentos para servidores eu sempre faço o procedimento em ambiente de máquina virtual para que tudo funcione corretamente. Nos meus testes usei o Ubuntu 18.04.1 LTS Desktop instalado em Virtualbox, (mas você poderá usar o Ubuntu Server se quiser). No Virtualbox estou usando o mode de rede em Bridge (que recebe um IP do mesmo roteador de sua máquina física, então ele fica na mesma rede das máquinas conectadas à rede física), e o endereço usado foi 192.168.1.36. O nome de usuário que usei foi o meu mesmo “cleuber”, por isso minha pasta Home é “/home/cleuber/” e lá que eu vou criar as pastas para compartilhar (mas você poderá criá-las onde quiser). Como máquinas cliente estou usando minha própria máquina física que é um elementary OS 5.0 Juno, e outra que é o Windows 10, também no Virtualbox.

Para minha surpresa e alegria o procedimento continua quase o mesmo, o que fica mais fácil redigir este post. O que mudou mesmo foi que as versões mais recentes do Ubuntu mudou-se o sistema de gerenciamento de serviços do Init.d para o Systemclt. Então lá vai!

1 – Instalar o Samba

Primeiramente vamos instalar os seguintes pacotes:

sudo apt-get install samba samba-common python-glade2 system-config-samba

2 – Checar status do serviço

Depois de instalado podemos checar o status do serviço com o seguinte comando

sudo service smbd status

Ok, Samba no ar!

3 – Configurando – Criando os Compartilhamentos

Agora podemos começar criando e compartilhando as pastas.

3.1 – Criar pastas para compartilhar

Irei criar duas pastas dentro do meu diretório Home.
Uma delas será usada para mostrar o compartilhamento com autenticação e a outra para compartilhamento sem autenticação (guest – convidado)

E para isso usarei os seguintes comandos:

sudo mkdir arquivos-lab
sudo mkdir arquivos-temporarios

3.2 – Alterar as permissões das pastas

sudo chmod -R 755 ~/arquivos-lab
sudo chmod -R 777 ~/arquivos-temporarios

Como eu comentei antes, estas duas pastas no meu caso estarão na minha pasta home (/home/cleuber).

3.3 – Criando usuários.

Criaremos agora um usuário do Linux para autenticação quando for acessar a pasta arquivos-lab

sudo adduser arquivos-lab

Automaticamente ele irá pedir a senha deste novo usuário. No meu caso defini a senha como “123” e então basta pressionar “enter” até o fim e confirmar com “s”.

3.4 – Criando grupo

Criaremos agora um grupo para autenticação quando for acessar a pasta arquivos-lab

sudo addgroup arquivos-lab

Agora vamos adicionar o usuário arquivos-lab ao grupo arquivos-lab

sudo usermod -a -G arquivos-lab arquivos-lab

Agora vamos criar um usuário do samba e definir uma senha para ele:

sudo smbpasswd -a arquivos-lab

Defina a senha do usuário do samba nesse momento. No meu caso eu mantive a senha igual ao do usuário do sistema “123”.

3.5 – Alterando Proprietário da pasta

Agora vamos configurar a pasta arquivos-lab para que o dono dela seja o usuário arquivos-lab e grupo arquivos-lab

sudo chown -R arquivos-lab:arquivos-lab ~/arquivos-lab

3.6 – Criando os compartilhamentos na configuração do Samba

Vamos fazer isso fazendo backup do arquivo de configuração do Samba para a minha pasta home,  e depois o editando o arquivo “/etc/samba/smb.conf”.

sudo cp /etc/samba/smb.conf ~/

Agora iremos editar o arquivo de configuração. Neste ponto você poderá usar seu editor de texto favorito. Eu usarei o Gedit, mas se estiver usando um servidor em modo texto, poderá usar o nano.

sudo gedit /etc/samba/smb.conf

Agora na edição vamos criar os dois compartilhamentos, um com autenticação e o outro sem.

Adicione as seguintes linhas ao final do arquivo conforme imagem abaixo (você poderá copiar as linhas colar e editá-las mudando o caminho de suas pastas)).

[Share_lab]

comment = Share para salvar arquivos do Lab
path = /home/cleuber/arquivos-lab
browseable = yes
read only = no
guest ok = no
valid users = @arquivos-lab

[Temporarios]

comment = Share para salvar arquivos temporários
path = /home/cleuber/arquivos-temporarios
browseable = yes
writable = yes
guest ok = yes
read only = no

3.7 – Reinicie o Serviço do Samba

sudo systemctl restart smbd

4 – Teste os acessos aos compartilhamentos criados.

Em uma máquina com Windows acesse o IP de seu servidor de arquivos, e teste entrar na pasta com autenticação “Share-lab”, e então entre com o usuário e senha que definimos previamente.

Repare abaixo que já salvei alguns arquivos lá.

4.1 – Repita o procedimento na pasta “Temporários”

Como pode ver, já salvei arquivos lá também.

Obs. Ainda é possível configurar o seu servidor de arquivos samba usando a console do Webmin e em breve publicarei um artigo de como fazer isso.

Conclusão:

Esta é uma implementação simples de um servidor de arquivos.
É totalmente funcional e útil em qualquer empresa, basta definir o local de seus arquivos, que podem estar em um storage por exemplo, ou em uma partição de dados do servidor, definir os grupos de sua empresa e os usuário que os acessarão, passar os dados de acesso aos departamentos, e então o pessoal começará a salvar seus documentos lá. Outro ponto importante é ter sempre backup.

Bom é isso aí pessoal.

Abraços,

Cleuber

About cleuberadmin

Cleuber Silva Hashimoto. Administrador

2 comments

  1. MATHEUS A SANTANA

    Boa noite,

    Sobre a dica “Crie Seu Servidor de Arquivos com o Samba no Ubuntu 18.04 LTS”, se eu quiser compartilhar a pasta com um computador via internet, é possível? tens como me orientar?

    • Há como publicar seu IP local na internet usando um serviço chamado noIP.com, mas pode dar rolo com sua operadora de internet. Ou você pode contratar um servidor dedicado em um provedor poderá criar um serviço de FTP que também é útil. O meio mais fácil e gratuito é criar uma pasta no mega.nz ou no Dropbox e gerar o link de compartilhamento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

Linux Deepin 15.8 Lançado Trazendo Mais Novidades

Olá pessoal. Uma das coisas mais ...